segunda-feira, 23 de junho de 2014

Partidos da base do prefeito apoiarão Henrique para o Governo do Estado

Eleição estadual é sempre a mesma coisa. As milhares de lideranças envolvidas no processo acabam por não conseguir fechar uma chapa inteira do "mesmo lado". Os exemplos estão aí aos borbotões e todos levam em conta a realidade local.

Vejamos o exemplo da bancada de vereadores que apoia o prefeito Francisco José Júnior. A tendência é de que praticamente toda a bancada vote nos candidatos indicados por Francisco, porém a maioria não poderá subir no palanque do candidato ao Governo do prefeito, o vice-governador Robinson Faria (PSD), por exemplo.

Os vereadores do Democratas - como Manoel Bezerra de Maria (foto) - já disseram que apoiarão Robinson em Mossoró, seguindo a orientação do prefeito. Mas não poderão subir no palanque por temer a infidelidade partidária. Os parlamentares colocarão sua militância em favor do vice-governador, sem dúvida, mas o seu partido firmará aliança com o PMDB, do deputado Henrique Alves.

Outros partidos vão no mesmo diapasão, como é o caso do PTB, PV, Pros e Solidariedade. Todos fechados com o PMDB, mas os seus vereadores devem ficar com Robinson em Mossoró.

Se estendermos esse comentário aos municípios não faltará exemplos. Há gente até do PSB da candidata ao Senado Wilma de Faria que vai votar em Robinson para o Governo. Assim como a deputada estadual Gesanne Marinho (PSD) já abandonou o barco do vice-governador e foi para o lado de Henrique. E assim caminha a política do Rio Grande do Norte e do Brasil. Vale a realidade local e depois a estadual.

Para encerrar, uma pergunta: por que quem quer semear a discórdia entre o prefeito Francisco José Júnior e a ex-prefeita Fafá Rosado vende a imagem de que os dois vivem uma situação de quebra de confiança? Abre o olho, prefeito!


Nenhum comentário: