segunda-feira, 28 de abril de 2014

Imprensa de Natal diz que Laíre Rosado pode ressurgir como candidato, mesmo com escândalos nas costas

A imprensa de Natal especulou hoje que o nome cogitado para substituir a candidata Larissa Rosado (PSB) caso essa não consiga o seu registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é o do ex-deputado Laíre Rosado (PSB). Laíre é pai de Larissa e deixou a política depois que o seu nome foi envolvido, em 2006, na Máfia das Ambulâncias ou Máfia das Sanguessugas, conforme denominou a Polícia Federal, que descobriu o esquema criminoso.

Laíre é acusado em seis processos. O principal, em Mato Grosso, corre a passos de tartaruga há anos. Ele, inclusive, está com os bens bloqueados desde 2007 devido à decisão da Justiça, que tenta salvaguardar a possibilidade de devolução do dinheiro aos cofres públicos, se ao final ele for condenado.

O ex-deputado teria, de acordo com a denúncia do Ministério Público Eleitoral, apresentado emendas parlamentares, quando era deputado federal, para a sua fundação, a Vingt Rosado. O dinheiro seria para a comprar de ambulâncias superfaturadas, no esquema da Família Vedoin, responsável por desvio de milhões de reais, com a ajuda de parlamentares de todo o Brasil.

Em Mossoró, outros cinco processos correm na Justiça, também envolvendo desdobramentos do caso. Um deles foi julgado recentemente e Laíre foi considerado culpado, mas acabou se livrando de qualquer pena por conta da prescrição dos supostos crimes praticados. Outros quatro estão em aberto para serem julgados a qualquer momento.

Se Laíre for o substituto de Larissa, conforme especulou hoje a imprensa natalense, o ex-deputado certamente vai ser "convidado" a se explicar sobre um assunto que ele nunca falou oficialmente, apenas nos tribunais, nas constantes cartas precatórias enviadas pela Justiça matogrossense ou mesmo nos processos de Mossoró.


Nenhum comentário: