segunda-feira, 21 de abril de 2014

Francisco José Júnior é o único dos candidatos 'grandes' a ter registro deferido

O prefeito Francisco José Júnior (PSD) foi o único dos representantes dos grandes partidos a ter a sua candidatura deferida. A vitória dele gerou uma euforia entre os seus partidários e não é para menos: Francisco José Júnior tem um quadro extremamente favorável nesta eleição.

Além de ter o registro deferido, o que evita dissabor judicial, Francisco José Júnior pode fazer uma campanha legítima, sem qualquer problema de insegurança jurídica. Ao contrário dele, as candidaturas de Cláudia Regina (DEM) e Larissa Rosado (PSB) vivem sob a dúvida se poderão pelo menos ser votadas.

A questão é fácil de explicar: Cláudia está sem registro e impedida de fazer campanha. Não poderá sequer ter espaço na propaganda eleitoral gratuita. Larissa Rosado está sem registro, mas  pode fazer campanha. Embora por sua conta e risco, como disse o juiz Herval Sampaio. O problema de Larissa é que ela pode nadar e morrer na praia, porque em caso de vitória pode nunca assumir devido ao fato de não ter o registro deferido pela Justiça.

Além da eleição suplementar, as duas candidatas também enfrentam problemas relacionados a campanha de 2012. Cláudia foi cassada nas primeira e segunda instâncias e teve liminares negadas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Está inelegível. O mesmo acontece com Larissa, que inclusive recentemente teve mais uma derrota no TSE. Ela depende do tribunal superior para ser candidata à reeleição este ano, caso perca a eleição suplementar de Mossoró.

Em termos gerais, Francisco José Júnior está com a faca e o queijo na mão na eleição suplementar. Pode se dar ao luxo até de perder a eleição no voto e assumir na condição de segundo colocado. Mas, é claro, trabalha para vencer na urna, sem precisar de nenhuma decisão judicial.


Nenhum comentário: