quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Justiça Federal condena ex-marido de Larissa por embolsar dinheiro público

O comerciante Francisco Andrade Silva Filho, ex-marido da deputada estadual Larissa Rosado (PSB), foi condenado por desvio de dinheiro público, em licitação viciada na compra de equipamentos e medicamentos para a Fundação Vingt Rosado. A juíza da 8a Vara Federal, Emanuela Mendonça Santos Brito, entendeu que Andrade embolsou boa parte do dinheiro de convênios do Ministério da Saúde com a Fundação, que presidia por ser de confiança do grupo de Larissa.

A magistrada mandou Andrade devolver R$ 50,499 mil que embolsou diretamente e mais R$ 734 mil que causou de prejuízo aos cofres públicos federais.

Na época Andrade era casado com Larissa e detinha o comando das empresas e das instituições do grupo político. Ao mesmo tempo, ele dirigia rádio, jornal, a Fundação - que detém a TV Mossoró - e ainda a Casa de Saúde Dix-sept Rosado, complexo de saúde que a família utiliza há muito tempo para manter o seu poder político em Mossoró.

Andrade foi considerado culpado das acusações a partir das provas apresentadas pelo Ministério Público Federal. O parquet provou que houve licitação para compra de equipamentos e medicamentos que nunca foram distribuídos e sequer chegaram a ficarem estocados na sede da Fundação.

O convênio com o Ministério da Saúde, firmado a partir de emenda parlamentar do ex-deputado Laíre Rosado - pai de Larissa e, portanto, ex-sogro de Andrade - deveria servir para assistência à saúde da população local. No entanto, de acordo com as provas, houve troca de notas fiscais e um esquema fraudulento para que o dinheiro acabasse no bolso de Andrade e de aliados políticos do grupo do qual fazia parte.

Além de Andrade, também foram condenados por terem contribuído com a ação os réus Valney Moreira da Costa, Alex Moacir de Souza Pinheiro, Gilmar Lopes Bezerra, Vânia Maria de Azevedo Moreira, Vera Lúcia Nogueira Almeida e Joacílio Ribeiro Marques.

No processo, foram absolvidos Manuel Alves do Nascimento Filho, Maria Salete Silva, Maria Erotildes de Melo e Antônio Delmiro Filho.

Para conhecer a sentença na íntegra, o leitor do blog deve acessar o site da Justiça Federal do Rio Grande do Norte, no endereço www.jfrn.jus.br, depois procurar pelo Nome da Parte, inserindo Laíre Rosado Filho. A partir daí abrirá uma nova janela com todos os processos que tramitam contra o ex-deputado e os demais acusados. Basta clicar no processo 0000944-62.2008.4.05.8401 e ler a sentença na íntegra.

Em tempo: a sentença é de primeira instância, portanto ainda cabe recurso.


Um comentário:

Paulo Marcelo disse...

Ninguém fala de Alex MOacir que também foi condenado. Porque será?