domingo, 19 de janeiro de 2014

Francisco José Jr. admite ser candidato sem apoio de Rosalba ou Sandra

Francisco José Jr. durante a entrevista ao De Fato.com (Foto: Cézar Alves)

O prefeito Francisco José Júnior (PSD) declarou hoje, em entrevista ao jornalista César Santos, no seu blog do portal De Fato.com, que pode ser candidato em possível eleição suplementar, mesmo sem o apoio das alas da família Rosado lideradas pela governadora Rosalba Ciarlini e pela deputada federal Sandra Rosado (PSB). É a primeira vez que Silveira, como é mais conhecido, declara de pública estar disposto a ir à disputa mesmo contra as forças mais tradicionais da política local.

A declaração de Francisco José Júnior cria um novo cenário, porque pode significar a primeira candidatura fora dos grupos tradicionais com chances de vitória. Veja abaixo a declaração sobre o assunto, na íntegra. Voltaremos ao assunto em breve:

O senhor está entre as duas alas políticas da tradicional família Rosado. Muito provavelmente, o senhor enfrentará esses dois grupos que vêm se alternando no poder nas últimas cinco décadas. O senhor acredita que é possível vencer os Rosados numa disputa eleitoral e estabelecer um novo cenário na polícia de Mossoró?
Entendo que a cidade está vivendo um momento ímpar, um momento diferenciado. Nós temos um não Rosado na Prefeitura, mesmo de forma interina. Temos políticos tradicionais com direitos políticos cassados por oito anos e outras novas situações. Penso que os Rosados deram e dão uma grande contribuição a Mossoró, isso é inegável, agora, estamos vivendo outro momento, que pode mudar o cenário da política local. Temos buscado novas parcerias, como a que definimos agora com o Partido dos Trabalhadores, que pode colaborar de forma importante para o desenvolvimento da cidade. O PT tem no seu corpo o DNA de técnicos capacitados, que podem e vão dar a sua colaboração de forma efetiva. Então, acredito que chegou a hora da mudança, e não apenas mudança de nome, até porque acho que todos devem somar para o bem da cidade, mas mudança de perfil, da forma de pensar e administrar Mossoró.

Como o senhor se prepara para enfrentar uma disputa eleitoral sem o apoio das duas alas da família Rosado?
Eu tenho respeito pela família Rosado, pela governadora Rosalba Ciarlini, pela deputada Sandra Rosado. Já votei em várias ocasiões na governadora Rosalba. Agora, a gente sabe que é praticamente impossível a gente ter o apoio dessas duas alas da família Rosado nas eventuais eleições suplementares. Mas quero dizer que a nossa gestão procura não envolver a questão eleitoral nesse momento. Queremos resolver os problemas, dar continuidade aos serviços essenciais para atender à população. Quando chegar a hora das eleições, serei candidato em linha alternativa para enfrentar as duas alas da tradicional família Rosado. E acho que está na hora de Mossoró experimentar outras e novas alternativas, ter outros sobrenomes conduzindo os destinos da cidade.


Nenhum comentário: