segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Denúncias contra prefeito interino têm forte sotaque eleitoral

Ninguém é bobo de não entender que as denúncias que surgiram na mídia nos últimos dias envolvendo o prefeito interino Francisco José Júnior (PSD), acerca da operação Vulcano, não tenham um único objetivo: atingi-lo no processo eleitoral suplementar, que aconteceria no ano que vem.

Várias razões para isso:

1) As eleições suplementares que estavam marcadas para 2 de fevereiro e Silveira era o nome do PSD e forte concorrente. Essa Operação Vulcano é do ano passado, os relatórios divulgados já eram conhecidos há bastante tempo. Porque só agora vieram para a mídia?

2) Quem fez isso contra Silveira é quem está acostumado a jogar baixo, chutar na canela. Alguém duvida? Fazendo essa denúncia, pensam em colocar Silveira na defensiva, impedindo que divulgue suas ações na Prefeitura.

Mas, tem um detalhe que os denunciantes não contavam. É que Silveira Júnior votou contra o projeto que beneficiava o cartel de combustíveis. O voto foi registrado, gravado e tudo mais. Ele votou contra. E como poderia ter recebido alguma coisa do cartel se votou contra o cartel?


Nenhum comentário: