terça-feira, 26 de novembro de 2013

Betinho articula aliança proporcional sem a presença do Democratas

Reunir PP (seu partido), PMN e PTB na aliança proporcional de 2014. Este é o objetivo da articulação que o deputado federal Betinho Rosado está fazendo em busca da renovação do seu mandato. Um detalhe chama a atenção: o Democratas, partido da governadora e sua cunhada, Rosalba Ciarlini (DEM), não tem espaço.

Há coerência nisso. Betinho deixou o Democratas há alguns meses por entender que não teria chances de reeleição naquela legenda. Tomou o PP das mãos do presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta (PROS) e acabou gerando uma ruptura deste com Rosalba. Deixar o DEM entrar nessa aliança seria incoerente e ao mesmo tempo um tiro no pé. Arriscar o mandato para que?

É bom lembrar que por causa da mudança Betinho pode nem ser candidato à reeleição. É que o parlamentar trocou de partido sem autorização do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que lhe causou a possibilidade de perder o posto.

Em meio a tantas indefinições, fica cada dia mais difícil entender aonde o Democratas vai parar. O certo, até aqui, é que a legenda não consegue espaço nem dentro da casa da governadora.


Nenhum comentário: