domingo, 29 de setembro de 2013

Bernardo Rosado rebate Cure Medeiros e diz que ele pressiona por mais dinheiro da prefeitura

Deu no De Fato.com:

O diretor-presidente do Hospital Wilson Rosado, médico Bernardo Rosado, rebate insinuações de que a Prefeitura de Mossoró estaria beneficiando a unidade de saúde na prestação de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). De forma clara e aberta, Dr. Bernardo fala sobre o assunto, explicando como são feitos os procedimentos legais e afirma que o médico Cure Medeiros, do Centro de Oncologia de Mossoró, foi “grosseiro e injusto” com o Wilson Rosado. Leia:

De Fato – Dr. Bernardo, recentemente o Dr. Cure Medeiros, vem fazendo denúncias na imprensa de que o Hospital Wilson Rosado é beneficiado pela prefeitura na prestação do serviço ao SUS. O que o senhor pode dizer sobre isso?
Dr. Bernardo Rosado – Lamento que o Dr. Cure tenha sido tão grosseiro e injusto com o Hospital Wilson Rosado que por sinal foi o berço do serviço dele, e sem este o Centro de Oncologia não existiria. Quando se faz uma afirmação dessas sem apontar qual é o privilégio, é ato irresponsável e moralmente questionável. Estamos esperando que ele afirme qual é.

Na sua opinião, qual a razão de tal afirmação? 
Na minha opinião, a distorção da verdade tem um objetivo muito claro. Trata-se de uma pressão sobre a prefeitura para conseguir mais dinheiro. O município de Mossoró não tem obrigação nenhuma de atender as solicitações do Dr. Cure, uma vez que o serviço é de Alta Complexidade, como a cardiologia que temos aqui. Para que todos entendam, os recursos para custear os atendimentos do SUS, são determinados e enviados pelo Governo Federal, através do Ministério da Saúde. Toda instituição no ato do seu credenciamento, lhe é informada o seu limite financeiro. Mesmo assim, sabemos que a prefeitura faz complementações nos honorários médicos para todos os profissionais prestadores do SUS, independente da instituição hospitalar que ele atue.

Então se todos recebem esta complementação, por que ele cita que o plus da oncologia não está sendo pago? 
Na verdade, todos os médicos que realizam cirurgias pelo SUS, recebem uma complementação de 100% dos honorários médicos já pagos pelo SUS. A exigência dele é para que se a cirurgia for realizada no Centro de Oncologia, a prefeitura pague 150% ao médico. Claramente, beneficio que ele quer ter. Pois o que justificaria um profissional, pelo fato de realizar uma cirurgia no hospital dele, receber mais do que se fosse realizado em outro hospital? Seria insano da parte de qualquer gestor público pagar valores diferenciados dentro do mesmo município.

O Hospital Wilson Rosado criou um serviço de oncologia?
Sim. O hospital estruturou este novo serviço. Já estamos credenciados para atender aos usuários da Unimed Mossoró e solicitamos também o credenciamento aos demais convênios, inclusive ao SUS.
Então, já que a região ampliará sua estrutura de atendimento e oferta de serviços para combater o câncer, por que Dr. Cure Medeiros está reclamando?
Pelo visto ele está querendo centralizar tudo no hospital dele para ter maior poder de barganha, um monopólio. Em Natal, por exemplo, existem quatro ou cinco hospitais credenciados ao SUS, aqui só temos um, para atender os pacientes de Mossoró e região, ou seja, o paciente não tem escolha, muitas vezes tendo que ser submetido as rotinas de um único prestador. Em todo setor, o monopólio é ruim. Só quem perde é a população, então se ele afirma ter respeito e preocupação com os pacientes carentes do SUS, deveria apoiar a criação de outros serviços, pois o dele continuará da mesma forma, entretanto, caberá ao paciente e seus familiares escolherem onde querem ser atendidos.

A radioterapia instalada recentemente em Mossoró, foi uma doação do Estado, da Prefeitura e da população. Em virtude disso, muitas pessoas estão questionando por que a radioterapia não foi credenciada para a Liga Mossoroense de Combate ao Câncer e sim para o Centro de Oncologia de Mossoró, de propriedade do Dr. Cure. O senhor saberia explicar o por quê?
Assim como todas as outras pessoas, estou sem entender isso. Acho que cabe ao Dr. Cure responder e ao Ministério Público investigar.

A radioterapia também é um serviço de Alta Complexidade? Quem é o responsável pelo pagamento deste serviço?
Sim, está coberto pela Alta Complexidade. Como eu já havia explicado anteriormente, o Ministério da Saúde no ato da habilitação determina o montante financeiro e neste caso, repassa ao Estado para que seja efetivado o pagamento. Não existe nenhum serviço no Brasil que seja mantido com recursos próprios da Prefeitura ou do Estado.

Recentemente, observamos algumas paralisações nas cirurgias oncológicas, qual sua opinião?
Não entro em questão de honorários de colegas, respeito muito. No entanto, o serviço não pode parar. O prestador tem um contrato em que aceita e garante as normas de contratação do SUS. Toda responsabilidade de funcionamento é da instituição credenciada. Sugiro consultar o Ministério Público, a quem cabe cobrar isso, pois afinal, estamos falando de toda uma região sem ter onde ser atendida.

Para encerrarmos, o senhor gostaria de acrescentar mais alguma coisa?
Gostaria de pedir ao Dr. Cure mais respeito, não afirmar inverdades, atitudes incompatíveis com a imagem que ele construiu na cidade. Entristece-nos, o fato dele utilizar o nome do Hospital Wilson Rosado, distorcendo a verdade para tentar conseguir seus objetivos financeiros. Fico a disposição dele para debater qualquer assunto em saúde que ele desejar, deixando assim, a população melhor esclarecida.


Nenhum comentário: