quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Neto Queiroz: Se ficar sem apoio de Ricardo Motta, Rosalba perde governabilidade



Trago ao caro leitor deste blog comentário do jornalista Neto Queiroz na sua coluna de hoje na Gazeta do Oeste. Ele é cirúrgico. Assino embaixo, sem tirar nem por:

"Tenho dito que o verdadeiro baque político para o governo Rosalba Ciarlini nem é a saída do PMDB da base, nem do PR e de qualquer outro partido. O grande nó será a decisão do deputado Ricardo Mota de dissociar-se do governo. Rosalba e Carlos Augusto podem até sobreviver politicamente sem o PMDB e o PR, mas se perderem a sustentação na Assembleia, aí a encrenca que virá terá tamanho gigantesco. 

"Não é que Ricardo Mota sozinho represente isso tudo, mas tem sido ele que tem contido a Assembleia como um todo, tem sido ele que tem segurado insatisfeitos, tem sido ele que permite a governabilidade, para que Rosalba continue governando. Sem ele, acaba a governabilidade 

"No momento que Ricardo Mota decidir que não integra mais a base do governo, vai embora de vez a governabilidade. 

"Ontem, o deputado Fernando Mineiro avisou que pediria o impeachment de Rosalba na Assembleia. Eis, aí, a grande diferença. Com Ricardo Mota sustentando o governo, isso não avança. Nem impeachment, nem CPI, nem requerimentos astutos de cobrança de informações. Porém, na hora que ele sair da base, a chance de prosperarem CPIs e pedidos de impeachment é muito grande. E quem irá defender Rosalba na Assembleia? 

"Hoje, apenas Getúlio Rego, mais ninguém. E olhe lá. Portanto, todos de olho nos passos de Ricardo Mota: a governabilidade depende da sua decisão".


Nenhum comentário: