segunda-feira, 29 de julho de 2013

Discurso da terra arrasada só sobrevive na falácia da oposição a Mossoró

A oposição a Mossoró - como faz desde que perdeu a prefeitura em 1996 - assumiu o discurso da terra arrasada para tentar a população local, a ponto de transformá-la em uma espécie de boneco de ventríloquo, que só fala o que o dono quer. Mas, o tempo passa e uma vez atrás da outra só aparecem notícias que dizem o contrário. A última você pode ver na postagem exatamente anterior a essa: o IDH-M de Mossoró é um dos maiores dos país, considerado "alto" e em crescimento acima da média nacional.

Ora, caro leitor, o IDH-M de Mossoró cresceu não apenas pela ação do poder público municipal, evidentemente. Seria desonestidade dizer isso a você. Como não sou igual a eles que mentem, mentem e mentem com o único objetivo de tentar enganá-lo, prefiro dizer a verdade, sempre. E uma das verdades é a de que há uma junção de coisas para que a cidade tenha chegado a esse nível.

Dos três níveis de Governo, participações decisivas dos municipal e federal. O Estadual, infelizmente, pouco ou nada fez para colaborar com esse índice.

A prefeitura fez a sua parte, transformando a educação municipal em uma das melhores do país, com escolas bem acima da média nacional, algumas de excelência. Basta ver os resultados da própria avaliação do Ministério da Educação. Já o MEC também colaborou muito com a cidade, especialmente com a expansão da Ufersa e as melhorias no IFRN.

No todo, estamos muito melhores do que há 20 anos e deveremos estar bem mais nos próximos anos. Por ao contrário da oposição raivosa a Mossoró, a cidade trabalha, em sua grande maioria, para o bem comum. O município quer avançar e tem contado com a presença importante dos governos municipais.

A então prefeita Rosalba Ciarlini começou o trabalho, Fafá Rosado o ampliou bastante e agora Cláudia Regina vai no mesmo caminho. Independente de partido, mas porque elas trabalharam e trabalham. E tem números a mostrar. Não há terra arrasada coisa alguma. Mossoró está no caminho certo e está aí o IDH para provar isso.

Da mesma forma, não podemos deixar de reconhecer que os governos do PT foram generosos com Mossoró na área de educação, o principal índice da pesquisa. A Ufersa é hoje muito maior do que era quando ainda era uma escola superior com apenas dois cursos. E está em expansão.

Claro que ainda temos problemas sérios e graves, como a segurança, por exemplo. Mas isso não impede de também vermos o que há de bom. Transformar ou tentar vender a ideia de terra arrasada só serve para os atrasados da política local tentarem aquilo que o povo já lhe negou cinco vezes seguida. E pelo jeito vai continuar negando.


Nenhum comentário: