sábado, 29 de junho de 2013

Queda de Dilma é alerta para todos os políticos

A queda na popularidade da presidente Dilma é, evidentemente, fruto das manifestações ocorridas em todo o país neste período. O povo saiu às ruas cansado de ver a classe política fazendo o que bem entende sem estar nem aí para a consequência em nossas vidas. Tudo começou com os aumentos abusivos no valor das passagens de ônibus e se espalhou por muitos outros assuntos importantíssimos para o brasileiro. A presidente Dilma Rousseff (PT) é a grande vítima por ser a pessoa pública mais influente deste país, mas é fato que essa conta ela não deve pagar sozinha. A meu ver, toda a classe política está hoje pagando por esse estado de coisas que vivemos.

Entendo que se fosse Madre Tereza de Calcutá na Presidência da República, esta também teria caído vertiginosamente em sua aprovação. Os 27% de queda da presidente Dilma - segundo o instituto Datafolha - são apenas um alerta, mas que pode ficar muito pior. O povo brasileiro simplesmente não aguenta mais o status quo em que vive. Entende que tudo ou quase tudo precisa mudar. A começar pela impunidade dos próprios políticos.

Algumas respostas começam a aparecer, como a que mandou o deputado Donadon (PMDB) para o xilindró por corrupção. Em tempo: é a primeira vez desde a Constituição de 1988 que isso acontece. Ou seja, os políticos pintavam e bordavam e o judiciário dava de ombros. Eis que as manifestações podem ter trazido, finalmente, um basta à impunidade.

Sou cético quanto a isso, mas... Vamos continuar de olho e se os políticos tiverem um mínimo de inteligência, vão continuar dando respostas à população, cansada de tanta inércia.

Então, senhores do PT, DEM, PSDB, PPS, PSB e de quaisquer outros partidos, mirem no exemplo de Dilma que perdeu 27% de aprovação em apenas três semanas e entendam que o povo cansou.


Nenhum comentário: