quinta-feira, 25 de abril de 2013

Prefeitura vai ajudar famílias que receberam casas sem alicerce do Governo Wilma


A equipe da Defesa Civil de Mossoró, juntamente com a equipe da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), e a Companhia Estadual de Habitação e Desenvolvimento Urbano do RN (Cehab), se reuniram na tarde de ontem, 24, na Secretaria do Desenvolvimento Urbano, para discutir sobre as medidas urgentes que devem ser tomadas em relação a situação das famílias residentes no Conjunto Habitacional Alto da Pelonha.

De acordo com o Secretário do Desenvolvimento Urbano, Alexandre Lopes, um dos pontos tratados no encontro diz respeito a remoção dessas famílias para uma outra área, já que as casas estão em situação de riscos. “De urgente, ficou decido na reunião que o Município estaria preparado para a qualquer momento, caso necessário, disponibilizar a equipe de plantão da Defesa Civil Municipal para transferência das famílias. Quanto a Sethas, se comprometeu de disponibilizar o local para onde possa transferir essas pessoas”, disse.

A situação do Conjunto Habitacional Alto da Pelonha piorou depois das últimas chuvas. Já foi registrado o desabamento de uma das casas. Porém, a ameaça de desabamento das casas já existia devido a fragilidade da estrutura em que foram construídas. Independentemente do período chuvoso, durante o encontro, representantes da Sethas em Mossoró informou de um projeto de transferência dessas famílias que estão em situação de risco para outras casas, enquanto novas moradias fossem construídas na área. Nesse processo, ficou certo que o Município de Mossoró fará o trabalho de transferência das famílias.

Detalhe: essas casas foram construídas no Governo Wilma e serviram de moeda eleitoral em 2010. Agora, os Ministérios Públicos federal e estadual estão investigando os responsáveis por essa sujeirada toda. Veja postagem mais abaixo.


Nenhum comentário: