domingo, 22 de abril de 2012

União dos Municípios alerta para prazo do Bolsa-Família

O secretário geral da União Brasileira de Municípios (UBAM), prefeito do município de Flores-PE, Marconi Santana, alertou hoje os gestores de todo país para o último prazo que eles terão para registrar a frequência escolar das 16,2 milhões de crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos, que se encerra no próximo dia 28 de abril.

Marconi informou que até o início do mês quase 50% dos estudantes, entre 6 e 15 anos e 38,2% dos de 16 e 17 anos, tiveram registrada sua frequência escolar referente ao período de fevereiro a março de 2012. Esses dados se inserem num monitoramento que chega a oito milhões de crianças e adolescentes atendidos pelo Programa Bolsa-Família, do governo federal.

A União Brasileira de Municípios (UBAM), segundo o secretário geral, teme que crianças de até 15 anos não venham a frequentar o maior período, além dos jovens de 16 a 17 anos, não podendo assim manter o benefício do Bolsa-Família. O Programa intenciona forçar a ida às aulas, como forma de diminuir significativamente os índices de analfabetismo e exclusão escolar e social.

“A educação é o maior investimento para os brasileiros, pois se constitui numa forte guerra contra a exclusão social e a pobreza absoluta, que têm marcado nossa história como nação emergente. Por isso, a União, os Estados e os Municípios devem encontrar maneira de cobrar essa freqüência escolar diretamente aos pais e responsáveis,” defendeu ele.

A UBAM alertou para o perigo do descumprimento da contrapartida imposta pelo Programa, que depois de cinco períodos o benefício é cancelado e, então, as famílias deixam de receber o Bolsa-Família.


Nenhum comentário: