sexta-feira, 20 de abril de 2012

Lula ou Hélio: a grande dúvida de Auricélio em Guamaré


Uma dúvida permeia a cabeça do ex-prefeito Auricélio Teixeira, líder político do grupo situacionista de Guamaré: lan-çar o atual prefeito, Emilson Borba (Lula), como seu candi-dato, ou o cunhado, Hélio Willamy (PMDB). Desde que projetou a sua renúncia, consolidada no último dia 5 de abril, Auricélio sempre focou no cunhado. Tanto que a sua renúncia se deu para garantir a elegibilidade de Hélio. O problema, no entanto, é que nin-guém contava com a performance de Lula.

O atual prefeito de Guamaré mostrou competência desde que assumiu o cargo, em dezembro passado e conseguiu em torno do seu nome mais do que simpatia. Já é comum ouvir pelas ruas da cidade que Lula pode ser o candidato em lugar de Hélio Willamy. O problema, no entanto, é que retirar o cunhado do prefeito do páreo pode gerar um problema familiar já que Auricélio Teixeira vinha trabalhando o projeto dentro de casa.

Pelo que a coluna apurou, sozinho o prefeito Lula não tem poder para ser candidato contra o que o ex-prefeito determinar. Pelo menos hoje. E ele não se insurgirá e se tornará ingrato a Auricélio, que garantiu a sua ascensão à prefeitura. É bom lembrar que antes de renunciar à prefeitura, o ex-prefeito também conseguiu convencer o seu vice, Marcus Tulius, a renunciar e abrir espaço para Lula. Mas, é bom lembrar que a política é como as nuvens. Muda de acordo com o nosso olhar.


Nenhum comentário: