segunda-feira, 23 de abril de 2012

Governo Federal destinará R$ 2,7 bilhões para combater a estiagem no NE


Para reduzir as consequências da seca no Nordeste, o governo federal vai investir R$ 2,7 bilhões em ações para ampliar o fornecimento de água e o apoio ao agricultor. O anúncio foi feito pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, ao lado da presidenta Dilma Rousseff, nesta segunda-feira (23/04), em evento na capital sergipana com a presença dos governadores da região.

O programa Água para Todos terá R$ 799 milhões e novos prazos a serem cumpridos. Até junho serão beneficiadas famílias dos nove estados nordestinos (AL, BA, CE, MA, PB, PE, PI, RN e SE) e de parte de Minas Gerais, também prejudicado pela seca. O objetivo é instalar 32 mil cisternas, 2.400 sistemas simplificados de abastecimento, 1.199 barreiros e ainda 2.400 poços.

Outros 
R$ 144 milhões serão aplicados na Operação Carro Pipa. Segundo dados da Defesa Civil Nacional, mais de 1.100 municípios deverão sofrer os efeitos da estiagem nos próximos meses.

Crédito
O Ministério da Integração Nacional, por meio do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), vai disponibilizar R$ 1 bilhão para apoio a produtores rurais, comerciantes e setores da indústria prejudicados pela estiagem no Nordeste.

O limite de crédito varia de R$ 12 mil a R$ 100 mil, com juros de até 3,5%. Serão beneficiados pelo Banco do Nordeste os empreendimentos de municípios com decreto de situação de emergência reconhecido pela Secretaria Nacional de Defesa Civil.

Mais crédito
Para atender os agricultores familiares que tiveram prejuízos com a estiagem, o Programa Garantia Safra também disponibilizará R$ 500 milhões. Outros R$ 200 milhões serão disponibilizados por meio do Bolsa Estiagem.

Obras
O governo federal vai investir R$ 17 bilhões em ações estruturantes no semiárido até 2015. São obras que vão garantir a segurança hídrica para brasileiros que vivem na região, como Projeto de Integração do Rio São Francisco, Eixão das Águas (CE), Vertente Litorânea (PB), Ramal e Adutora do Agreste (PE) e Canal do Sertão Alagoano (AL).

A infraestrutura no abastecimento de água também está sendo ampliada e melhorada com a conclusão de cerca de 30 barragens, adutoras e sistemas, como o Tucano (BA), Seridó (RN) e Norte (MG).


Um comentário:

Anônimo disse...

QUE ÓTIMO A NOSSA PRESIDENTA, SEMPRE ATENTA AOS PROBLEMAS DE TODAS AS REGIÕES,ESPECIALMENTE DO NORDESTE. E A NOSSA GOVERNADORA ROSALBA SEMPRE ATUANTE E PROCURANDO SOLUÇÕES PARA: OS "PROBLEMAS DA NOSSO REGIÃO" . ENQUANTO FALAM DE ROSALBA ELA RESPONDE COM:TRABALHO SÉRIO, COMPETÊNCIA ,EFICIÊNCIA E DINAMISMO. ROSALBA AS "PEDRAS QUE DÃO BONS FRUTOS É QUE SÃO APEDREJADAS". PARABÉNS! TE ADMIRO MUITO. MARIA JOSÉ BARBOSA.