quarta-feira, 21 de março de 2012

Candidata há quatro anos, Larissa ainda não tem apoio oficial de nenhum partido

Não tem jeito, caro leitor. Os políticos que hoje estão no PSB de Mossoró nunca vão descer do pedestal. Pode chover ou fazer sol, eles vão continuar achando que todos nós somos idiotas, que não pensamos nem temos senso crítico. No máximo, apenas comemos e dormimos para sobreviver. Ora, caro leitor, uma coisa é você usar um discurso de ocasião outra coisa é jogar areia naquilo que acabara de dizer. Afinal de contas, se o PT era tão inexpressivo e não teria peso algum para prejudicar a candidatura da deputada Larissa Rosado (PSB), por que, então, o partido fez das tripas coração — inclusive garantindo apoio em 2014 — para tê-lo em seu palanque? Quer dizer que só valia até domingo, depois disso não tem mais qualquer qualidade? O fato, caro leitor, é que o PT incomoda sim ao PSB. Tanto é que hoje já se fala em mudança de cenário no apoio de alguns partidos.


Sinal
Quer ver como o PT incomoda? Basta o partido reunir em torno dele pelo menos duas novas legendas, especialmente aquelas que hoje são das como certas pelo próprio PSB. Para começarmos a conversa, caro leitor, o PSB não tem nenhum partido fechado ainda com ele. Repito: nenhum. Há conversas, sim. Isso é verdade, porém nenhuma das legendas foi tola o suficiente de anunciar oficialmente qualquer apoio. Sabe que precisa primeiro esperar pela definição do Democratas.

Anúncio
Alguém aqui já ouviu o anúncio oficial de qualquer partido de que irá apoiar Larissa Rosado a prefeito este ano? Não ouviu e nem deve ouvir nas próximas semanas. É que a tendência natural é de que as legendas aguardem para ver até onde vai a tão propalada liderança nas pesquisas da candidata do PSB. É bom a gente não esquecer que Larissa já levou duas surras na disputa pela prefeitura. Qualquer prognóstico depois de lançado o candidato do DEM que não seja o de uma liderança folgada pode jogar por água abaixo mais uma tentativa.

Vácuo
E é aí aonde Josivan pode entrar. Sem acreditar no nome de Larissa, o eleitor da oposição pode migrar para Josivan. Todas as pesquisas qualitativas até o final do ano passado apontavam que ele tem toda uma avenida para percorrer, com rejeição mínima e possibilidade de crescimento. Larissa aparecia com a maior rejeição.


Nenhum comentário: