segunda-feira, 30 de maio de 2011

Secretários não apresentam proposta e greve na Uern é iminente


A reunião com os secretários Anselmo Carvalho (Administração) e Betânia Ramalho (Educação) não com os segmentos docente e técnico-administrativo da Uern não avançou. Sem proposta palpável, a greve das categorias é iminente.

Após cerca de uma hora e meia de reunião com o reitor Milton Marques de Medeiros, duas comitivas dos professores e técnico-administrativos entraram em reunião com os secretários e ouviram deles o quadro atual do Estado. Esse foi o único argumento apresentado, além do pedido de paciência.

A Aduern (professores) e o Sintauern (servidores) saíram indignados do encontro. "Se não tinha proposta, para que chamaram a gente", reclamou um dos professores, em voz alta, após o fim do encontro no gabinete da reitoria.

O argumento de Anselmo e Betânia foi o mesmo utilizado para as demais categorias: o Estado está acima do limite prudencial estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e, por isso, não pode conceder reajustes neste momento.

Amanhã, a partir das 11h, haverá duas assembleias: professores e servidores decidirão se entram ou não em greve. A tendência é de que as duas greves sejam deflagradas e a instituição pare.

* Foto gentilmente cedida por Raul Pereira/CORREIO DA TARDE


Nenhum comentário: