quarta-feira, 27 de abril de 2011

Restaurante Tenda nega que esteja poluindo rio Mossoró e aponta erro do Ministério Público


O empresário Sebastião Couto, diretor-proprietário do restaurante Tenda, o maior de Mossoró na atualidade, disse ao blog agora há pouco que são infundadas as denúncias apresentadas pelo Ministério Público e pelo Ibama de que o local estaria jogando efluentes não-tratados no leito do rio Mossoró.

Em notícia publicada no site do Ministério Público, teria sido encontrado no restaurante um cano de PVC que funcionaria para o despejo dos efluentes.

Sebastião Couto disse ter mostrado ao Ibama e ao próprio Ministério Público que o cano encontrado não tinha nada a ver com efluentes. "O cano não ia para lugar algum. Nós contratamos quatro trabalhadores e na frente das autoridades quebramos o chão e mostramos que o tal cano não ia para lugar algum, que ele na verdade era apenas para ser colocado na construção de um novo sumidouro, que iremos realizar", disse o empresário.

Trocando em miúdos, houve precipitação na divulgação da informação e no pedido de interdição, que foi feito semana passada e chegou a durar algumas horas. Uma liminar da Justiça Federal garantiu a continuidade do funcionamento.

Sebastião Couto - também conhecido em Mossoró como Tião da Prest - contou que de todas as informações publicadas no site do Ministério Público apenas uma está correta, que é a necessidade da construção de um outro sumidouro, além do que já existe no restaurante. "Nós fomos informados que o projeto estava em desacordo com o projeto original e que terá de ser construído outro. Nós faremos isso e corrigiremos a situação", anunciou Tião, lamentando que isso tenha se tornado público antes de ser averiguada a situação.

* Em instantes o blog trará mais postagens sobre o assunto.

2 comentários:

Anônimo disse...

O ministério público quer mostrar serviço assim... indo atrás de quem investe na nossa cidade, quem sonega... quem rouba cargas... quem não paga funcionário... está soltinho e pagando suas propinas!!! Vá entender!!!

Anônimo disse...

isso ai sé chama-se enveja do ministerio,eu garanto que não tem desregularidades lá....