quarta-feira, 27 de abril de 2011

Por que Larissa se esconde das dívidas da Apamim, que ela já administrou?


A crise financeira na Associação de Proteção à Maternidade e Infância de Mossoró (APAMIM), mantenedora da Casa de Saúde Dix-sept Rosado e Maternidade Almeida Castro, é o calcanhar-de-Aquiles da deputada estadual e candidata a prefeito de Mossoró em 2012, Larissa Rosado (PSB). E não é para menos: são 32 processos na Justiça cobrando dívidas que vão de alguns milhares de reais a pequenos prestadores de serviços até R$ 4 milhões a Cosern.

Evidentemente que nem todas as dívidas são do período em que Larissa foi administradora financeira da instituição. Mas toda Mossoró sabe que a Apamim é controlada pelo pai de Larissa, o ex-deputado Laíre Rosado, que tem o nome envolvido em processos na Justiça Federal do Mato Grosso e do Rio Grande do Norte por supostamente utilizar a estrutura “filantrópica” para supostos desvios de dinheiro público, de acordo com denúncia do Ministério Público Federal.

Pois bem. A Câmara Municipal realizará na próxima semana uma audiência pública para tratar do assunto e espera ver no plenário todos aqueles que dizem estar havendo uma campanha para fechar a Apamim. Por que essas pessoas não aparecerem e vêm se explicar? E Larissa terá coragem de aparecer e prestar contas do seu período a frente da Apamim? Duvido muito.

Blindagem
O que acontece, caro leitor, é que todas as vezes que se fala em Apamim, a primeira coisa que o grupo de Laíre, que tem ainda o vereador Lahyre Neto, faz é atacar quem cobra explicações a respeito da entidade. Ora, se a Apamim é mantida com dinheiro público, cobrar não é também uma atitude cidadã? Para Laíre e Lahyre, não. Tudo não passa de uma querela política. E eu até concordo, mas a querela parte deles mesmos.

Candidata
O objetivo principal do grupo é tentar blindar Larissa, que tenta ficar a margem de todo o problema, mesmo tendo o seu dedo enfiado até a goela naquele problema financeiro. O que Laíre e Lahyre – não é dupla sertaneja, caro leitor, é pai e filho mesmo – querem mesmo é mudar o foco, tentar evitar, por exemplo, o que vou escrever abaixo.

Marido
A dupla pai e filho não quer que o povo de Mossoró lembre que o ex-marido de Larissa, Francisco Andrade Silva Filho, é um dos nomes envolvidos na Máfia dos Sanguessugas, como tendo recebido depósitos em suas contas pessoas das empresas da Família Vedoin, que segundo o Ministério Público Federal, comandava todo o esquema.

Explicação
Já que se cobra tanta explicação sobre tudo em Mossoró, por que as mesmas vozes que se colocam como paladinas da moral e dos bons costumes nunca questionaram porque Larissa não se explica sobre isso? Ou será que o dinheiro do seu ex-marido era para fazer a feira lá de casa? O que você acha, caro leitor?

Nenhum comentário: