quarta-feira, 27 de abril de 2011

Dono do Tenda se diz decepcionado e ameaça sair de Mossoró

Decepcionado. É assim que podemos descrever o sentimento do empresário Sebastião Couto, dono do Restaurante Tenda, depois da fiscalização surpresa pela qual passou na semana passada e que chegou a provocar a sua interdição por algumas horas. Tião, como ele é mais conhecido, disse ao blog que chegou a pensar em fechar o estabelecimento.

"Eu procurei o promotor para saber o porquê da fiscalização com polícia ambiental, Ibama e tudo mais. Ele me informou que era porque nós havíamos pedido todas as licenças ambientais. Aí eu perguntei: então quem trabalha certo é o primeiro a ser investigado?", contou o empresário.

Sebastião Couto disse que investiu no Tenda com o objetivo de dotar Mossoró de uma estrutura de capital. Ele contou que foi uma espécie de "agradecimento" por tudo que a cidade lhe deu em sua vida empresarial. "Mesmo assim, pelo que estou vendo é mais fácil eu pensar em levar o restaurante para Natal ou Fortaleza do que ficar na cidade que eu quis agradecer", desabafou.

Sebastião Couto afirmou que não tem interesse em fechar o estabelecimento, que hoje emprega 80 pessoas. Mas diante do fato, que ele considerou uma injustiça, outros empresários já teriam feito isso. "Eu não consigo entender de onde partiu isso, porque nós trabalhamos certo, investimos alto em algo que não tem ainda o retorno necessário. Eu colocou dinheiro meu todos os meses no restaurante, apostando que dentro de mais algum tempo nós poderemos consolidá-lo. Eu apostei e aposto em Mossoró, mas infelizmente nem sempre isso é reconhecido", reclamou.

7 comentários:

Mariana disse...

Não entendi por que o empresário ficou tão indignado, se esta tudo dentro dos padrões, ele deveria ter visto essa intervenção, como uma visita. Quem não deve não teme Sr.Empresário. E visto como o estabelecimento anda tratando seus clientes, talvez seja a hora de o Sr rever alguns conceitos.

Anônimo disse...

BOA TARDE SEBASTIÃO, QUERO PARABENIZÁ-LO PELO INVESTIMENTO FEITO RECENTEMENTE, EM MOSSORÓ. INFELIZMENTE, A VIDA É CHEIA DE SURPRESAS. MAS COM CERTEZA ALGUÉM QUE NÃO TEM A GARRA E O COMPROMISSO , QUE TENS ESTÁ SENTINDO-SE AMEAÇADO. SIGA EM FRENTE. "ÁS ÁRVORES QUE, DÃO BONS FRUTOS É QUE SE VÊEM APEDREJADAS". SEJA FORTE E PEÇA A DEUS DISCERNIMENTO. ELE É O MAIOR E MAIS FIÉL AMIGO

Anônimo disse...

TIÃO TEM TODA RAZÃO EM DIZER : "QUEM TRABALHA CERTO É O PRIMEIRO A SER INVESTIGADO" JA PASSEI E PASSO POR ISSO SEMPRE. ENQUANTO TEM MUITOS EMPRESÁRIOS DENTRO DE MOSSORÓ QUE NEM A CARTEIRA DOS FUNCIONÁRIOS ASSINA E O MINISTÉRIO DO TRABALHO NÃO VAI ATE LÁ... ELES SÓ FISCALIZAM OS GRANDES E FICAM PROCURANDO DEFEITO ONDE NÃO TEM.

Anônimo disse...

Vindo de uma cidade como mossoro isso é o minimo que pode acontecer.

Anônimo disse...

E o que ele tem de especial q nao pode ter o estabelecimento fiscalizado? É cada uma que a gnt vê viu. Alguém diga ao cidadão q ele nao está acima da lei. As autoridades so cumpriram seu papel.Agradecimento? kkkkkkk... faz-me rir. Quero ver se o mercado consumidor de Mossoró nao fosse um dos q mais cresce no Brasil, ele ia agradecer alguma coisa. É cada uma.

Anônimo disse...

O promotor deveria usar da mesma " vontade de aparecer" e fiscalizaras construções ilegais que permeiam as margens do Rio Mossoró. Ou qúem sabe punir a USIBRÁS que poluem os conjuntos habitacionais há anos, sem ser incomodada.

Anônimo disse...

Pois é, mas como só da furo de reportagem o que é grande, "pq fechar o sebosão se a gente pode aparecer tentando fechar o tenda?"
Enquanto algumas pessoas de nossa amada cidade tiver a mentalidade mesquinha e invejosa, ainda iremos nos deparar e muito com esse tipo de situação!