quinta-feira, 29 de julho de 2010

Veja porque faltam professores na rede pública estadual de ensino


O secretário estadual de Educação, Otávio Tavares, disse hoje em entrevista coletiva que o Estado vai adotar uma série de medidas para sanar a deficiência de professores nas salas de aula. Dentre as medidas, uma que não é novidade: realização de concurso público para contratação de quatro mil novos docentes, sendo 2,5 mil deles para o ensino médio - inclusive técnico e profissionalizante.

O diagnóstico divulgado pela Secretaria de Educação mostra o quanto o quadro está defasado. Você vai ver abaixo que nos últimos sete anos - período do Governo Wilma - quase dez mil professores se aposentaram, afora os que estão em desvio de função. Acompanhe:

Números da Educação

Total de escolas da rede pública: 738.

Quadro geral de professores do Estado: 18.463.

Número de professores em sala de aula: 10.111.

Professores com afastamento definitivo da sala de aula: 692.

Professores com afastamento temporário da sala de aula: 446.

Professores lotados na sede da Secretaria de Educação: 486.

Professores lotados nas DIREDs (Diretorias Regionais de Educação): 526.

Professores ocupando cargos de diretores, vice-diretores e orientadores pedagógicos: 2.190.

Professores cedidos ao Sindicato dos Trabalhadores na Educação (SINTE): 35.

Professores cedidos a outros órgãos: 264.

Total da Folha de Pagamento com o magistério (julho/ 2010): R$ 28.989.000,00.

Total da Folha com inativos do magistério (julho/ 2010): R$ 18.327.000,00.

Necessidade imediata de professores: 840.

Entre 2003 e 2010, 9.560 professores saíram de sala de aula pelos seguintes motivos: 7.819 Aposentados; 612 Exonerados; 239 Falecidos; 893 Readaptados.

Nenhum comentário: