quinta-feira, 25 de março de 2010

Pedido de vista adia julgamento de Diniz, porém cassação está por um voto

O Tribunal Regional Eleitoral deu três votos pela cassação do mandato do prefeito de Tibau, Francisco de Assis Diniz (PSB), por compra de votos nas eleições de 2008. Diniz foi acusado de ter distribuído remédios comprados com dinheiro do município para eleitores.

O relator do processo, Roberto Guedes, abriu a votação contrária lembrando que o ato de Diniz trouxe benefício à sua candidatura, com o agravante de que ele teria usado dinheiro do próprio município.

O juiz Marcos Duarte acompanhou. O também juiz Aurilo Vila pediu vistas por não ter participado das iniciais, porém o desembargador Cláudio Santos pediu a palavra e antecipou seu voto acompanhando o relator.
A decisão do juiz Aurilo Vila foi marcado para a próxima terça-feira (30)

Nenhum comentário: