quarta-feira, 24 de março de 2010

Diretor do Tarcísio Maia garante que não foram encontradas irregularidades em UTI

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) não vai parar de funcionar. Pelo menos esta é a expectativa do diretor-geral, Marcelo Duarte (foto), após inspeção realizada no início da tarde, no local.

Marcelo convocou a representação do Conselho Regional de Medicina (CRM) em Mossoró para constatar in loco a situação do lugar. O CRM havia decretado intervenção ética da UTI por conta da refrigeração, que estaria sem funcionar. O diretor nega que isso esteja existindo.

Na vistoria de agora à tarde, foi constatado que a refrigeração estava dentro das normas.

De acordo com a denúncia que chegou ao CRM, a UTI estava sem ar-condicionado e funcionava com ventiladores, o que pode se transformar em vetores de bactérias, algo perigoso para o ambiente insalubre de uma unidade de terapia intensiva.

Um comentário:

Anônimo disse...

eu trabalho no tarcisio maia, e o sistema de refrigeraçao de ar da uti de la está quebrado há pelo menos 6 meses, e a imprensa não divulga nada! só qdo aconteceu a interdição, e, ainda assim, dando total apoio a direçao, como se tudo isso nao passasse de um "boato". chega a ser cômico como vcs, da imprensa, puxam o saco de marcelo duarte. só agora que a direçao geral e administrativa tomaram conhecimento desse fato? eles deveriam pisar mais no hrtm. ou se eles quizerem eu faço um relatório das irregularidades de la.