segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Estratégia pega na mentira chega a oposição novamente

Os que fazem a prefeitura de Mossoró, pelo que tenho visto nos últimos dias, não vão aceitar mesmo essa história de ficarem se especulando e inventando mentiras sobre tudo e todos. Hoje, o procurador-geral do município, Anselho Carvalho, desmentiu novamente a oposição à prefeita Fafá Rosado (DEM). Disse que não era verdade que o município esteja negociando com empresa para substituir a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN).

Anselmo referiu-se a mais uma inverdade publicada em um jornal da cidade a respeito da cobrança pública feita pela prefeita Fafá Rosado a Caern. Descumprindo praticamente todos os artigos do contrato de concessão, a prefeitura cansou de esperar a boa vontade do Governo do Estado. E resolveu publicar carta dando prazo de dez dias para que a companhia dê explicações e garantias de que poderá cumprir com o que determina o acordo entre as partes.

Essa não é a primeira vez que a situação reage contra o que considera ser mentira da oposição. Quem abriu o "leque" foi a gerente Executiva da Saúde, Jacqueline Amaral, que desmentiu publicamente o vereador Genivan Vale (PR) quanto a suposta declaração que ela teria dado.

Depois, foi a vez da própria prefeita Fafá Rosado se pronunciar na imprensa a respeito do assunto. Fafá acusou a oposição de fazer terrorismo, inventando mentiras e tentando propagar o caos sem se sustentar em qualquer informação factível.

O secretário da Cidadania, Francisco Carlos, também se pronunciou. Bateu duramente em parte da imprensa que, segundo ele por interesses escusos, inventam de tudo a respeito da administração municipal.

Nenhum comentário: