quarta-feira, 25 de novembro de 2009

PGE tenta reverter decisão da ministra Carmen Lúcia que inocentou Fafá

A Procuradoria Geral-Eleitoral entrou com um agravo regimental com pedido de reconsideração para que a ministra Carmen Lúcia aceite mandar para o plenário o processo que pede a cassação do registro da prefeita de Mossoró, Fafá Rosado (DEM).

Há cerca de três semanas, a prefeita foi inocentada por Carmen Lúcia, que não viu conduta vedada da prefeita quando ela participou de evento de celebração de convênio entre o Cefet e a Petrobras. A oposição, capitaneada pela candidata derrotada Larissa Rosado (PSB), tenta cassar o registro da prefeita para forçar uma nova eleição municipal.

A atitude da PGE já era esperada pela defesa da prefeita. De acordo com o advogado Daniel Victor, assim como a procuradoria seguiu o Ministério Público Eleitoral de Mossoró e pediu a cassação do registro, assim o fez a PGE em Brasília. O agravo instrumental é de praxe, ou seja, seria feito em qualquer decisão contrária, seja essa de Fafá ou qualquer uma outra.

Carmen Lúcia tem duas decisões possíveis a tomar: aceitar o agravo e mandar o processo para apreciação em plenário ou resolver novamente de forma monocrática, mandando arquivar o processo por considerá-lo sem procedência. Em sua decisão, publicada na semana passada, a ministra deixou claro que a absolvição de Fafá no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) havia sido consistente e levar em consideração decisões anteriores do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em termos gerais, entendeu a ministra, que não se pode cassar o registro de uma candidatura porque a candidata participou de evento fechado, para 400 pessoas, diante do universo eleitoral do município de Mossoró, superior a 150 mil votantes.

Nos meios políticos, a atitude é vista como mais uma tentativa desesperada do grupo de Larissa tentar voltar ao poder no município, que ela não alcança desde 1996, data da última vitória eleitoral em Mossoró.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Iberê se nega a ajudar clubes de Mossoró e transfere responsabilidade para Wilma

O Governo do Estado não vai ajudar às equipes de futebol de Mossoró no campeonato estadual do ano que vem. Pelo menos foi essa a impressão das diretorias de Potiguar e Baraúnas, ao conversarem hoje com o vice-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB), que esteve na cidade pela manhã.

Iberê mostrou logo que não iria apoiar os clubes na forma como os recebeu: em pé, num corredor da Câmara Municipal. O vice-governador tirou o braço da seringa e disse que não poderia assumir o compromisso agora, porque só será governador em abril do ano que vem, quando Wilma de Faria (PSB) vai se desincompatibilizar para disputar o Senado Federal.

As diretorias de Potiguar e Baraúnas saíram frustradas do encontro-relâmpago que não durou mais de cinco minutos. Os representantes dos times não gostaram da forma como foram atendidos.

Em tempo: o Governo do Estado todos os anos ajuda às equipes de Natal no Campeonato Brasileiro com altas quantias.

Os clubes estão atrás de novos patrocinadores porque este ano a prefeitura de Mossoró já anunciou que não vai poder apoiar as equipes. O patrocínio no valor de R$ 260 mil - R$ 130 mil para cada um - foi suspenso no ano que vem devido à crise financeira por qual passa o município.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Audiência pública sobre serviços da Caern está mantida para amanhã (20)

Agora é definitivo. O vice-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB) voltou atrás e vai mesmo participar da audiência pública que será realizada em Mossoró nesta sexta-feira para discutir o contrato de concessão da prefeitura com a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN). O assunto promete render.

A audiência foi adiada e remarcada pelo menos cinco vezes de ontem (18) para hoje (19). Hoje pela manhã, ela estava adiada para às 15h. Por isso, o leitor do CORREIO DA TARDE encontrará a informação de que a audiência não acontecerá mais.

Pela manhã, antes do fechamento do jornal, recebemos a confirmação de três fontes diferentes de que a audiência estava cancelada. Uma das fontes foi a assessoria do próprio Iberê, a outra a assessoria da Câmara Municipal e por último o vereador Claudionor dos Santos (PDT).

Porém, durante participação do próprio Claudionor e Iberê hoje no Jornal do Meio Dia, apresentado pelo jornalista Carlos Skarlack, o vice-governador voltou atrás e garantiu que estará na audiência.

Em resumo: o evento está mantido para amanhã, às 9h, no plenário da Câmara Municipal de Mossoró.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

West Flat Mossoró será lançado nesta terça-feira (17)

A Embraco e a empresa André Oliveira Imóveis lançam em Mossoró nesta terça-feira (17), o primeiro flat da cidade. O West Flat Mossoró é um dos mais ousados e inovadores empreendimentos colocados à disposição do público. O evento acontece às 19h15, no Requinte Buffet, localizado no bairro Abolição I.

O West Flat é um sucesso de vendas. De acordo com reportagem publicada hoje no caderno CORREIO IMÓVEIS, 60% das unidades já foram vendidas. A estrutura do West Flat não fica a dever a nenhum empreendimento do tipo no Brasil.

Estão sendo comercializados apartamentos com 33, 37 e 56 metros quadrados, uma ótima opção de investimento, especialmente no ramo executivo.

A estrutura comum é um grande diferencial também. O West Flat conta com área de lazer com piscina com deck de madeira e bar de apoio, academia com vista panorâmica, sauna, quadra de squash climatizada e restaurante. Além disso, um auditório para 120 lugares, três salas para treinamento com 30 lugares cada, work center e acesso à internet Wi-Fi.

A localização é outro garante diferencial. Ficará no prolongamento da Avenida João da Escóssia, nas proximidades do West Shopping, UnP, Atacadão e vários outros estabelecimentos que ficam no Nova Betânia II.

Veja nas imagens o que espera por você no West Flat Mossoró. O telefone de André Oliveira Imóveis é o 8822-4039.
Perspectiva da sala de um dos apartamentos do Mossoró West Flat
Auditório de 120 lugares é um dos equipamentos comuns do flat de Mossoró

João Maia garante: não vai desistir de ser candidato ao Governo

“Não sou homem de desistir”. A frase é do deputado federal João Maia (PR) que em entrevista a Rádio Caicó AM, na manhã desta segunda (16), disse que notícias relacionadas a uma possível desistência de sua candidatura ao Governo do Estado, não passa de especulação. João também comentou o trabalho de fortalecimento que o Partido da República se submeteu nos últimos anos, passando a existir em todos os 167 municípios do Estado.

O deputado, que tem reunião nesta segunda-feira em Natal, com o presidente da Assembléia Legislativa, Robinson Faria (PMN) deve discutir o futuro da Unidade Potiguar, formada entre ele, o próprio Robinson e os deputados federais Fábio Faria e Henrique Eduardo Alves. João negou o fim da Unidade Potiguar, mas na entrevista reconheceu dificuldades em mantê-la.

O deputado evitou falar em possibilidade de romper politicamente com a base da governadora Wilma de Faria (PSB), por não achar tão relevante esse assunto, dentro das discussões para as eleições do próximo ano. Sobre a possibilidade de Wilma lançar a candidatura do vice-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB), de acordo com João Maia, não atrapalha em nada o seu projeto de ser candidato a governador.

“A minha presença no governo sempre foi no sentido de ajudar o Rio Grande do Norte. Eu nunca usei qualquer espaço que eu tenha, e que são muito poucos no Governo, para beneficiar a mim e o partido. Então se a governadora lançar um candidato, pra mim é indiferente, eu vou continuar trabalhando o meu projeto pro Rio Grande do Norte”, disse João.

Segue os principais trechos da entrevista:

Marcos Dantas – O PR hoje é um dos partidos mais fortes do Rio Grande do Norte? João Maia – Eu diria que é um dos partidos mais organizados, se não for o mais organizado do Estado. Porque ele não é um partido que esteja no governo ou usando a máquina do governo para se organizar. Nós temos trabalho, proposta e projeto. É um partido que se move um com o outro e eu fico feliz em saber que as pessoas se sentem confortável em fazer parte do PR. Na nossa tradição a gente não abandona ninguém, principalmente quando perde.

A candidatura ao governo do deputado federal João Maia continua pra valer?
Ela sempre foi pra valer. Eu não homem de desistir. Eu tenho uma historia de luta, de vencer dificuldades. Eu sou um homem determinado, tenho fé em Deus, sei o que quero da vida e quero o bem pros meus conterrâneos. Eu conheço as dificuldades, porque as vivi. Eu estudei muito o Rio Grande do Norte e tenho um projeto pra segurança, pra saúde, tenho uma obsessão pela educação, porque do jeito que está, o filho do pobre não tem grande chance na vida, começa numa desvantagem imensa. Eu sei como fazer geração de emprego no interior do Estado. Penso grande e não estou aqui porque sou filho de alguém, sou neto ou sobrinho. Estou por causa de uma luta e dedicação que tenho. Vou lutar pelo projeto de ser governador do Rio Grande do Norte em todos os momentos, até as últimas. Isso é uma luta e convicção que eu acredito porque sei o que fazer. Não que eu tenha vaidade, mas eu tenho certeza que poderei ajudar o Rio Grande do Norte. Não é qualquer dificuldade que me faz desistir. Evidentemente que o tempo todo você avalia as condições em que está trabalhando. Eu não vi nenhuma razão até agora pra eu desistir desse projeto.

A governadora Wilma de Faria (PSB) deve anunciar nos próximos dias o nome de Iberê Ferreira como candidato de sua base, que ainda têm as pré-candidaturas de Robinson Faria, Carlos Eduardo e João Maia. Com este anúncio, como ficará seu projeto político?
Essa questão de ser o candidato de quem nunca me comoveu de nada. Todo partido tem direito de ser seu candidato e de buscar suas alianças. Eu não sou um apaniguado do poder, todos sabem disso. A minha presença no governo sempre foi no sentido de ajudar o Rio Grande do Norte. Eu nunca usei qualquer espaço que eu tenha e que são muito poucos no Governo, para beneficiar a mim e o partido. Então se a governadora lançar um candidato, pra mim é indiferente, eu vou continuar trabalhando o meu projeto pro Rio Grande do Norte. Porque uma das coisas que mais me irrita nesse processo político do Estado é saber quem é candidato de quem. Não quero ser candidato de alguém. Porque se eu for candidato de uma pessoa, se eu for eleito governador e eu quero ser, vou ser o governador de fulano ou do povo do Rio Grande do Norte? Isso pra mim não tem a menor importância.

E a parceria com o deputado estadual Robinson Faria, como anda?
Sincera, honesta. Hoje (16) temos uma audiência em Natal pra falar sobre a Unidade Potiguar, sobre os passos que vão ser dados. Eu tenho uma relação com Robinson muito honesta. Até pra dizer o seguinte: vamos juntos, ou não dá pra irmos juntos e vamos separados. Isso é uma discussão muito tranqüila que eu tenho com Robinson Faria.

A imprensa especula um possível rompimento de Robinson Faria com a governadora Wilma de Faria. Isso acontecendo, como fica o deputado João Maia?
Pra mim é difícil saber o que significa romper com a governadora. Eu não tenho o espaço que o deputado Robinson tem no Governo, mesmo porque a gente não tem a força na Assembléia que Robinson tem. Então eu vou conversar com ele sobre isso, saber o que significa exatamente isso e em sendo, que passos nós daremos.

Então mesmo que você permaneça na base de Wilma, isso não representará o final da parceria com Robinson Faria?
Eu não vou fazer nada sem combinar com o deputado Robinson Faria. Tudo que eu fizer será combinado com ele. Vou defender meu ponto de vista, vou explicar e tenho a convicção de que nós vamos tomar uma decisão conjunta, é esse o nosso compromisso. Eu não tenho nenhuma ansiedade de permanecer em base de governo ou não, porque os espaços que o PR tem no Governo são pequenos, pra valer a pena uma discussão dessa natureza.

Quando o deputado Henrique Eduardo disse que não vai partir para uma terceira via, como você e Robinson Faria chegaram a defender, isso representa o fim da Unidade Potiguar?
Não necessariamente, mas significa uma dificuldade. Diga-se de passagem que o deputado Henrique Eduardo sempre foi muito honesto em relação a isso, disse: eu fico com vocês se ficarem todos unidos. E ele tem hoje uma grande dificuldade que é a relação dele com o senador Garibaldi Filho, que é pública essa dificuldade. Eu sou muito tranqüilo em relação a isso, porque não é um jogo que foi jogado escondido, e sim muito às claras. Nós temos capacidade de unificar a chamada base de apoio ao presidente Lula, a governadora Wilma no Rio Grande do Norte ou não? Então essa questão sempre foi muito iluminada e não escondida. Henrique sempre foi claro, dizendo que não vai para terceira via e que só tem condições de trazer o senador Garibaldi se ficar todo mundo junto. Quando as questões são colocadas de forma transparente é mais fácil lidar com elas.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Sandra já havia 'exonerado' cargos comissionados antes de decisão do TSE

A deputada federal Sandra Rosado (PSB) está tão certa de que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iria cassar a prefeita Fafá Rosado (DEM) por conta da sua participação em um evento do antigo Cefet, que já tinha até ameaçado de exoneração uma detentora de cargo comissionado da prefeitura de Mossoró.

A pessoa em epígrafe é a coordenador da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alto de São Manoel, Aninha Borges. Em evento social na cidade, Sandra discutiu feio com Aninha porque esta disse que a deputada desistisse de tentar ganhar a prefeitura no tapetão.

Em alto - e põe alto nisso - e bom som, Sandra Rosado disse a Aninha que "quando Larissa assumir - em caso de cassação de Fafá - você vai ser a primeira da lista que eu vou botar para fora". O episódio causou constrangimento geral durante a festa de um famoso colunista da cidade.

Com a decisão da ministra Carmen Lúcia, de sequer receber o recurso da coligação Mossoró Pra Você, eis que a deputada vai ter de aguardar pelo menos mais três anos para demitir Aninha ou qualquer outro cargo comissionado. Ainda cabe recurso, é verdade, mas diante da decisão da ministra, ainda não encontrei ninguém na rua que tenha coragem de apostar um barão furado na mudança.

Sendo assim, o sonho da deputada Sandra de ter o controle da prefeitura de volta deve demorar mais quatro anos. Há dezesseis anos, a parlamentar não ganha a disputa pelo comando do município.

Rosalba presta justa homenagem a padre Guido


Devido à viagem a Natal, não tive condições de registrar antes, mas não poderia deixar passar em branco a homenagem que a senadora Rosalba Ciarlini (DEM) fez ao padre Guido Tonelotto no plenário do Senado Federal.

Rosalba lembrou do bilhete que recebera de Padre Guido antes de ser prefeita, quando atuava como pediatra na antiga Comunidade de Saúde. "Rosalba, atenda essa criança para sua poupança no céu".

Padre Guido foi o criador do Projeto Esperança, que atende crianças e jovens dos bairros pobres de Mossoró. A sua morte, na quarta-feira, deixou Mossoró triste diante da importância que sempre teve o seu trabalho.

Padre Guido estava internado há dezesseis dias na UTI do Hospital da Unimed e acabou morrendo por falência múltipla dos órgãos. O seu sepultamento se deu ontem pela manhã. Ele teve seu corpo colocado vizinho ao túmulo do padre Américo Simonetti, que morrera há cerca de um mês.

Duas grandes perdas para a geografia humana de Mossoró, sem dúvida alguma.

Itagrês, enfim, vai começar a funcionar

Agora é pra valer. Depois de muitos anos se arrastando, eis que a fábrica de cerâmicas Porcelanatti - sede mossoroense da Itagrês, de Santa Catarina - vai começar a funcionar a todo vapor no segundo município do Estado. A data para início da produção já está definida: 20 deste mês, sexta-feira que vem.

Inicialmente, serão 200 empregos gerados a partir do trabalho de atração iniciado pela então prefeita Rosalba Ciarlini (DEM) e concluído agora na gestão da prefeita Fafá Rosado (DEM). Há a perspectiva de pelo menos outros mil empregos indiretos serem gerados pela fábrica que chega para produzir revestimentos cerâmicos de alta qualidade.

Fafá esteve ontem visitando a Itagrês e se mostrou feliz em ver o sonho finalmente tornado realidade. "Trabalhamos muito para viabilizar esse investimento e agora vermos a geração desses novos empregos é algo que nos gratifica como pessoa pública e também como mãe de família por ver essas famílias dos empregos ganhando o seu sustento da melhor forma possível, pelo seu próprio mérito", disse a prefeita ao blog.

O blog também festeja a entrada em funcionamento da Itagrês, que por vezes desconfiei estar enganando o povo de Mossoró. Ainda bem que quem se enganou fui eu e agora a fábrica vai passar a funcionar. Ótimo para Mossoró.

De volta ao batente!

Estive em Natal esses dois últimos dias e acabei não conseguindo atualizar o blog. Temos muitos assuntos a tratar neste espaço. Então, mãos à obra!

Pedro Carlos

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Morre o radialista Nazareno Martins, criador do "Bom Dia, Mossoró!"

Nazareno Martins, em registros históricos publicados pelo site Azougue.com, do também radialista Caby da Costa Lima

O radialista Nazareno Martins morreu hoje, no início da manhã, vítima de infarto do miocárdio. Ele sentiu-se mal, foi atendido em casa pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), mas acabou não resistindo. Ele morreu ainda no caminho do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM).

O corpo de Nazareno está sendo velado em sua residência, na Rua Marechal Deodoro, 175, bairro Paredões. O sepultamento está marcado para a manhã desta terça-feira (11), no cemitério São Sebastião, em Mossoró.

Nazareno é o criador do bordão "Bom Dia, Mossoró!", que ficou famoso no rádio quando ele ainda atuava pela Tapuyo, nos anos 80. Polêmico e estiloso, Nazareno era daqueles locutores que enchiam o estúdio da rádio na hora em que falava. Era um sucesso retumbante.

E mais ainda: é dos poucos profissionais de imprensa que conheço que fazia sucesso em qualquer lugar que estivesse. No Rádio, só conheço duas pessoas iguais: Jota Régis e Gilson Cardoso. O sucesso de mais de uma década na FM 93 repetia-se agora na FM 95, aonde hoje de manhã apresentaria o programa, caso não tivesse sido vítima fatal do infarto.

O blog se solidariza com a família e fica com a lembrança de um radialista de mão cheia, que fazia da comunicação uma devoção. Que descanse em paz!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Wilma diz em Mossoró que anunciará seu candidato esta semana

Iberê e Wilma: clima entre os dois não poderia estar melhor

A governadora Wilma de Faria (PSB) deve anunciar na quarta-feira (11) ou no mais tarde na quinta (12), em quem vai votar para o Governo do Estado no ano que vem. O anúncio, todo mundo sabe, será em favor do vice-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB). Não tem como pensar diferente.

Wilma já "quebrou" a sua relação de confiança com o deputado Robinson Faria (PMN) e chegou à conclusão de que não tem como vencer a disputa ao Senado se não apoiar Iberê, que será governador a partir de abril com a renúncia dela para estar apta a concorrer ao cargo na Alta Câmara brasileira.

Nas próximas horas deveremos ter novidades importantes envolvendo Robinson e o seu fiel aliado - pelo menos até aqui - o deputado federal João Maia (PR).

Estratégia pega na mentira chega a oposição novamente

Os que fazem a prefeitura de Mossoró, pelo que tenho visto nos últimos dias, não vão aceitar mesmo essa história de ficarem se especulando e inventando mentiras sobre tudo e todos. Hoje, o procurador-geral do município, Anselho Carvalho, desmentiu novamente a oposição à prefeita Fafá Rosado (DEM). Disse que não era verdade que o município esteja negociando com empresa para substituir a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN).

Anselmo referiu-se a mais uma inverdade publicada em um jornal da cidade a respeito da cobrança pública feita pela prefeita Fafá Rosado a Caern. Descumprindo praticamente todos os artigos do contrato de concessão, a prefeitura cansou de esperar a boa vontade do Governo do Estado. E resolveu publicar carta dando prazo de dez dias para que a companhia dê explicações e garantias de que poderá cumprir com o que determina o acordo entre as partes.

Essa não é a primeira vez que a situação reage contra o que considera ser mentira da oposição. Quem abriu o "leque" foi a gerente Executiva da Saúde, Jacqueline Amaral, que desmentiu publicamente o vereador Genivan Vale (PR) quanto a suposta declaração que ela teria dado.

Depois, foi a vez da própria prefeita Fafá Rosado se pronunciar na imprensa a respeito do assunto. Fafá acusou a oposição de fazer terrorismo, inventando mentiras e tentando propagar o caos sem se sustentar em qualquer informação factível.

O secretário da Cidadania, Francisco Carlos, também se pronunciou. Bateu duramente em parte da imprensa que, segundo ele por interesses escusos, inventam de tudo a respeito da administração municipal.

Rogério Marinho convoca prefeitos para reunião sobre piso dos professores

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN) está convocando todos os prefeitos do RN e de outros Estados do Brasil para a audiência pública que promove amanhã (terça-feira), a partir das 14 horas, na Câmara Federal, com a presença do ministro da Educação Fernando Haddad. O objetivo da audiência é discutir e propor uma revisão nos critérios de repasse da União para a complementação do piso salarial nacional dos professores, já que a grande maioria dos municípios brasileiros ficou de fora.

“Tomamos essa iniciativa depois que soubemos a União excluiu dos repasses federais para complementação do piso salarial dos professores mais de 80% dos estados e municípios brasileiros. No RN todos ficaram de fora, mesmo o Estado tendo um dos priores índices de desenvolvimento na Educação. A emenda da complementação por parte da União, para os municípios com dificuldade em pagar o piso nacional de R$ 1.093,45 para 40 horas semanais, é de minha autoria e foi aprovada pelo Congresso. Mas segundo regras definidas posteriormente pela Portaria 484/2009 do Ministério da Educação, apenas os Estados e os Municípios que recebem a complementação da União ao Fundeb poderão apresentar o pedido de recursos complementares. Esse critério não é razoável pois deixa de fora a maioria e ainda reduz para apenas 10% do total dos recursos que a União coloca no Fundeb o repasse para pagamento do piso”, reclama o parlamentar propositor da audiência.

Além dos prefeitos excluídos dos repasses da União, foram convidados para participar da audiência pública na Câmara Federal representantes do CONSED, UNDIME, Federação dos Municípios e demais órgãos e entidades de classe ligadas ao tema. Durante a audiência, o deputado Rogério Marinho pretende apresentar uma proposta ao MEC como alternativa para a atual portaria. “Vamos propor que os 1000 (mil) municípios com piores índices de analfabetismo e eficiência do IDEB possam receber a complementação, pois isso ajudaria a reverter esse quadro negativo”, adiantou.

sábado, 7 de novembro de 2009

Iberê tenta trazer Rosalba para o debate

Não foi apenas uma defesa da Caern. A atitude do vice-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB) ontem, em entrevista à imprensa de Mossoró, teve um viés político muito maior do que o administrativo. No bojo das declarações a mais importante foi a tentativa de trazer para o debate a senadora Rosalba Ciarlini (DEM).

Iberê "desenterrou", orientado pela deputada federal Sandra Rosado (PSB), o episódio em que Rosalba se posicionou contra o investimento na construção da Adutora Jerônimo Rosado, isso ainda no primeiro governo do hoje senador Garibaldi Filho (PMDB).

Foi a primeira coisa que o vice-governador disse. "Os ocupantes do poder já foram contra a adutora Jerônimo Rosado, agora são contra a adutora da barragem de Santa Cruz", afirmou.

Iberê, na verdade, mistura alhos com bugalhos. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. A obra da adutora de Santa Cruz conta sim com o apoio da prefeita Fafá Rosado (DEM). O que o vice-governador está tentando fazer é confundir a opinião pública, confundindo a crise envolvendo a Caern com a obra. A obra sai de qualquer jeito, desde que ela realmente seja realizada - se é que vai ser.

O fim do contrato com a Caern são outros quinhentos e tem muito a ver com a falta de empenho do Governo em solucionar os graves problemas da companhia.

Sobre Rosalba, duvido que ela vá para o embate com Iberê. Pelo menos não agora.

O vice-governador vai ter de suar muito ainda para criar uma polarização com a senadora em Mossoró. A luta pelo voto no segundo colégio eleitoral do município é renhida.

Cláudia Regina apresenta projeto para por fim às sacolas plásticas

A Câmara Municipal de Mossoró iniciou apreciação do Projeto de Lei 151/09, de autoria da vereadora Cláudia Regina (DEM), que regulamenta substituição e recolhimento de sacolas e sacos plásticos em estabelecimentos comerciais de Mossoró.

A proposta, em tramitação nas comissões do Legislativo, visa à redução de danos ao meio ambiente através da substituição de sacolas e sacos plásticos por sacolas de papel, tecido ou material oxi-biodegradável, que se degrada com menos prejuízos à natureza.

“Os estabelecimentos comerciais terão de um a três anos para fazer a substituição, a partir da sanção da lei, os clientes poderão trocar sacolas plásticas por mercadoria e ganhar desconto em compras se não usarem plástico”, explica Cláudia Regina.

A autora esclarece que essas compensações valerão nas empresas que não fizerem a substituição. Os estabelecimentos darão destino ecologicamente correto às sacolas e sacos plásticos recolhidos e ganharão incentivos em contrapartida.

“A Prefeitura promoverá campanhas de educação ambiental sobre a importância do uso de embalagens de papel e incentivará empresas no município que produzam sacolas não-nocivas ao meio ambiente”, acrescenta a vereadora.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Blog do Gutemberg Moura: "Larissa perde base eleitoral para Lauro Maia, filho de Wilma"

Deu no blog do jornalista Gutemberg Moura:

"E começou a operação desmonte nas bases eleitorais da deputada estadual Larissa Rosado (PSB). Não por seus adversários políticos, mas pelos próprios aliados da parlamentar.

Em Areia Branca, o prefeito Manoel da Cunha Neto - Souza - declina apoio ao virtual candidato a deputado estadual, Lauro Maia, filho da governadora Wilma de Faria.

E descarta Larissa, que vê o seu projeto de reeleição enfraquecido dentro do seu grupo político.

Souza anuncia que vota em Wilma para o Senado e em Sandra Rosado para a Câmara Federal, mas descartou respaldo eleitoral à Larissa, que vê sua base política começar a desmoronar.

Mossoró - principal base eleitoral de Larissa - também não está inume à invasão de Lauro Maia, onde um grupo de lideranças já se articula para apoiar o filho da governadora.

A "onda Lauro Maia" tende a se espalhar por outros Municípios da região Oeste,dizimando redutos da atual líder do governo da Assembléia Legislativa.

Ultimamente, o nome de Larissa surgiu no governismo como opção para compor a chapa majoritária, como candidata a vice-governador de Iberê. "Lara" silenciou, e diante disso seus "adversários" tomaram gosto e começam a minar suas bases eleitorais".

Para ler o blog do velho Berguinho, clique AQUI.

NOTA DO BLOG - Talvez aí esteja a explicação do porquê do nome da deputada Larissa Rosado vir sendo cogitado para ser candidato a vice-governador na chapa de Iberê Ferreira, em 2010. A situação está ficando complicada por aquelas bandas.

Paulo Eduardo cumpre agenda em Mossoró e critica partidarização de campanha interna

O candidato à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Paulo Eduardo Teixeira, está em Mossoró cumprindo agenda de nome posto à reeleição. Ao lado do atual presidente da OAB Mossoró, Humberto Fernandes, Paulo Eduardo visitou hoje pela manhã os escritórios dos advogados Edson Filho e João Batista Pinheiro, além de órgãos de comunicação.

Eu e o diretor-presidente do CORREIO DA TARDE, Walter Fonseca, recebemos Paulo, Humberto e comitiva por volta das 10h30, na matriz do jornal, em Mossoró. Na oportunidade, o candidato criticou a partidarização da eleição da OAB no município.

Segundo Paulo Eduardo, que teve suas declarações avalizadas por Humberto e assessores seus, a candidata da oposição, Samara Couto, estaria se utilizando da proximidade familiar do grupo da deputada federal Sandra Rosado (PSB) para arregimentar apoios.

Foram citados casos em que a própria parlamentar teria ligado pessoalmente pedindo voto para Samara na eleição da OAB. "Isso é perigoso e atinge frontalmente um dos pilares da OAB, que é a sua independência", criticou.

Paulo Eduardo e Humberto Fernandes participam de churrasco de confraternização na tarde deste sábado, na sede do Sindicato dos Bancários de Mossoró.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Vereador reage a colega que o tratou de forma desrespeitosa

"O vereador Lahyre Rosado Neto é que precisa ser adestrado". Foi com esse petardo que o vereador-presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Claudionor dos Santos (PDT), reagiu à forma jocosa e preconceituosa com que o seu colega de plenário o tratou via twitter, na sessaõ de ontem (4). Lahyre zombou da forma de falar de Claudionor. A entrevista exclusiva está publicada na edição de hoje do CORREIO DA TARDE (AQUI às 18h).

O presidente da Câmara explicou que o vereador caçoou do termo "adestramento" sem ter conhecimento para tal. Ex-aluno de escola militar, Claudionor explicou que é comum as pessoas utilizarem o termo adestramento dentro do Exército e que o termo era adequado para a ocasião - homenagem ao centenário do Tiro de Guerra 07-010.

"Ele só estudou em colégio particular, escola de rico, não sabe o que adestramento significa para as tropas de uma escola militar", ensinou.

Claudionor prometeu acionar o Conselho de Ética da Câmara para que esse tipo de postura seja combatido no plenário do Poder Legislativo mossoroense.

Em tempo: as postagens de Lahyre Neto ofendendo Claudionor foram postadas do seu twitter, dentre do plenário da Câmara Municipal (veja reprodução em postagem mais abaixo).

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Secretários e gerente vão entrar com ação coletiva contra boato sobre iate


O secretário municipal da Cidadania, Francisco Carlos, abriu o verbo hoje contra a oposição que segundo ele "faz debate de mentiras com o único objetivo de atrapalhar a administração municipal". O professor também anunciou que a partir de agora nenhuma mentira publicada deixará de ser rebatida.

Ele anunciou que o jornalista que publicou na Internet que um secretário municipal teria comprado um iate no valor de R$ 1 milhão vai ter de provar quem foi o secretário. "Caso contrário, todos os secretários municipais e gerentes vão entrar com uma ação coletiva contra quem divulgou essa informação", anunciou.

Francisco Carlos disse que o objetivo da oposição é gerar inverdades e tentar criar situações vexatórias para o município. Ele desafiou a deputada federal Sandra Rosado (PSB) ou qualquer outro membro da oposição para um debate sério em torno dos problemas da cidade.

"A oposição de Mossoró não tem projeto para a cidade, não tem o que oferecer. Prefere ficar inventando inverdades, promovendo o debate desqualificado", argumentou.

Vereador discrimina colega via Twitter


O vereador Lahyre Neto (PSB) discriminou o seu colega de plenário, o presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Claudionor dos Santos (PDT), via twitter, hoje durante sessão em homenagem ao Tiro de Guerra em Mossoró (clique na imagem para ampliar). Por causa da forma de falar de Claudionor - que é um homem do campo e mora na zona rural da cidade -, Lahyre o discriminou de forma jocosa e preconceituosa.

"O presidente da CMM, Claudionor dos Santos, disse que o Tiro de Guerra é importante porque 'adestra' os 'cidadões'. Tá vendo @tulioratto?", postou ele hoje, às 10h. Poucos minutos depois, reiterou o preconceito: "Tiro de Guerra 'adestrando cidadões' me faz lembrar uma capa da revista Papangu. Onde um rapaz era adestrado por uma ninfeta!!" (ver reprodução).

A linguagem rasteira e a forma discriminatória com que o vereador trata Claudionor dos Santos (PDT) pode vir a ser o primeiro tema a ser tratado pelo Conselho de Ética da Câmara Municipal de Mossoró. Dois aspectos podem levá-lo a ser censurado pelos colegas: primeiro, a discriminação contra o homem do campo e a gente simples, que fala uma linguagem de quem vive na zona rural e segundo porque os comentários são redigidos no plenário da Câmara, o que vai de encontro ao comportamento ético de um parlamentar.

Claudionor ainda não se pronunciou sobre a atitude desrespeitosa e preconceituosa do seu colega no plenário da Câmara Municipal de Mossoró.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Condenação contra Paulo Sidney no TCU é "esquecida" por blogs ligados a Sandra

Não é apenas na imprensa de sua propriedade que a deputada federal Sandra Rosado (PSB) faz da informação aquilo que quer. Depois de arregimentar uma rede de blogs para potencializar informações imprecisas, irreais e que na maioria das vezes passam longe da verdade, eis que a parlamentar utiliza-se da velha tática de "esconder" os assuntos que não são de seu interesse também nestes endereços.

Prova disso é a repercussão dada ao caso do envolvimento do superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), Paulo Sidney, em processo no Tribunal de Contas da União (TCU). Paulo Sidney e outros servidores do Incra foram condenados por pagarem serviço da ordem de R$ 232 mil a uma construtora sem que este tenha sido realizado - de acordo com os auditores.

A notícia não foi publicada ou repercutida em qualquer um dos endereços que são alinhados politicamente a Sandra. Em todos eles, não foi sequer citada. E qual o interesse de Sandra nisso? A foto aí ao lado diz tudo: Paulo Sidney é namorado da filha de Sandra, a deputada estadual Larissa Rosado (PSB).

Enquanto isso, quando o assunto diz respeito à prefeitura de Mossoró a tática é totalmente diferente. Não apenas se noticia o que não se apura, como distorce-se o fato.

Um exemplo claro: há quase um mês o Sindicato dos Servidores do Município (SINDSERPUM) lançou uma nota aonde "acusava" a prefeitura de não repassar para os bancos o dinheiro referente aos descontos dos empréstimos consignados.

Sem qualquer compromisso com a verdade ou mesmo com o seus leitores, alguns blogueiros publicaram a informação atribuindo-a à "crise de gestão", "quebradeira do município" e por aí vai.

Eis que depois de uma entrevista com o secretário de Planejamento e Finanças da prefeitura, Canindé Maia - o que um jornalista de verdade teria a obrigação de fazer, antes de publicar a notícia - descobriu-se que o único repasse que não foi feito foi o da Caixa Econômica e isso mesmo porque ela estava em greve e não vinham sendo realizados depósitos.

A pergunta que não quer calar: o internauta amigo acha que os tais blogueiros da rede sandrista corrigiram a informação? É só acessar os seus arquivos e ver.

Câmara discute Orçamento Geral do Município de Mossoró amanhã, em audiência pública


O presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Claudionor dos Santos (PDT), liga para o blog para convidar para participar nesta quarta-feira, às 15h, de audiência pública para debater o Orçamento Geral do Município (OGM) de 2010. O objetivo é abrir um canal de negociação com a sociedade em torno do projeto.

"É importante a população ficar sabendo de quais são as intenções da prefeitura para o ano que vem. A discussão do orçamento já ouviu, de parte da própria prefeitura, representantes de segmentos como saúde e educação. A Câmara quer ampliar o debate para as outras áreas também", acrescentou, lembrando o aspecto de contribuição que o Legislativo deve dar ao Executivo.

"Ser vereador não é apenas discursar para a plateia. É agir e assim estamos fazendo", garantiu.

A Câmara já estabeleceu o calendário para a apreciação do orçamento. No dia 17 deste mês expira-se o prazo para a apresentação de emendas. No dia 2 de dezembro será a primeira votação e em 15 do mesmo mês a segunda e última.