terça-feira, 25 de agosto de 2009

Rosalba e Agripino deixam Conselho de Ética junto com a oposição


A senadora Rosalba Ciarlini (DEM) seguiu a orientação do líder do seu partido no Senado, José Agripino (DEM) e apresentou pedido de renúncia ao Conselho de Ética da Casa, do qual faz parte. Os dois potiguares e os demais senadores renunciaram à posição por conta do arquivamento das representações contra o presidente da Casa, José Sarney.

DEM e PSDB vão apresentar proposta de reformulação do Conselho de Ética para modificar a atual estrutura do colegiado - sem incluir a sua extinção.

Pela proposta do DEM, cada partido político poderá indicar um membro para o conselho. No atual modelo, as vagas do colegiado são divididas de acordo com os tamanhos das bancadas partidárias - o que permite que grandes partidos indiquem a maioria dos integrantes.

A proposta do DEM também prevê que apenas senadores titulares dos mandatos integrem o conselho, com prioridade para os líderes partidários ou parlamentares indicados por eles. Os integrantes do conselho também não poderão responder a processos na Justiça por crimes como improbidade administrativa e irregularidades investigadas pelo TCU (Tribunal de Contas da União).

"O projeto tem um compromisso fundamental, defender a ética. Extinguir o conselho é abrir mão de uma prerrogativa que é do Legislativo", disse o líder do DEM, José Agripino Maia (RN).

Os dois senadores potiguares anunciaram seus desligamentos através do twitter.

Para seguir a senadora Rosalba Ciarlini, clique AQUI.

Para seguir o senador José Agripino, clique AQUI.

Para seguir este blogueiro, clique AQUI.
* Com informações da Folha On Line.

Nenhum comentário: