quarta-feira, 24 de junho de 2009

Polícia Federal prende 'Bruno Mezenga' e apreende armas e documentos falsos


A Polícia Federal prendeu na tarde desta terça-feira(23) três pessoas acusadas de crimes e dentre elas, um foragido da Cadeia Pública de Caraúbas, de 26 anos, conhecido pela alcunha de “Bruno Mezenga”.

Há algumas semanas, agentes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes receberam a informação de que um fugitivo da Justiça que havia sido preso pela PF em julho de 2008 com 26 kg de crack e armas, tinha por hábito visitar a casa de uma amiga no Parque de Exposição, em Parnamirim, região metropolitana de Natal, onde inclusive costumava se hospedar.

De posse dos mandados de busca e de prisão expedidos pela Justiça, os policiais montaram vigilância nas proximidades daquela residência e logo conseguiram avistar o suspeito que pouco tempo depois deixou o imóvel em um carro dirigido por uma pessoa posteriormente identificada como a sua companheira. O veículo do casal foi seguido e quando se aproximava da estação rodoviária da capital houve a abordagem dos ocupantes. O acusado portava na cintura uma pistola cal. 380, mas não reagiu e recebeu voz de prisão.

Em seguida, a equipe policial retornou para a residência onde “Bruno Mezenga” havia estado em Parnamirim e após procederem o cumprimento do mandado de busca e apreensão encontraram no interior daquele imóvel uma farta quantidade de documentos falsos, inclusive RG e Carteira de Trabalho com foto e nome fictício do acusado, espelhos de identidade em branco, um laptop, vários chips de celulares, carimbos da Secretaria de Tributação do RN, Cartório do Registro Civil de Pombal/PB, 5º. Ofício de Notas e da URT/Natal, além de CTPS em nome de terceiros e ainda 22 munições cal. 380, ocasião em que também foram presos em flagrante, a dona da casa, de 47 anos, que igualmente utilizava documentos pessoais falsos e seu filho, um vendedor de automóveis, de 23 anos, que assumiu ser o proprietário apenas da munição.

Durante o seu interrogatório, “Bruno Mezenga” confirmou que no final do ano passado fugiu de Caraúbas pelo telhado do pavilhão da Cadeia, logo após um jogo de futebol entre os detentos e que desde então passou a residir na capital paraibana, onde a PF também realizou no início da noite de ontem uma busca na sua casa e encontrou uma outra pistola, cal. 9mm, de uso privativo, pertencente ao acervo da própria Polícia Federal e que havia sido furtada em 2007, na cidade de Fortaleza.

Os três acusados, respectivamente incursos, o primeiro, nos Arts. 14 e 16 da Lei 10.826/2003, 304 c/c 297 e 180, Parágrafo 6º. do Código Penal; a segunda, nos Arts. 304 c/c 297 e 294 do CPB; e o terceiro, nos Art. 12 da Lei 10.826/03 e 294 do Código Penal, encontram-se custodiados na sede da Superintendência da Polícia Federal, à disposição da Justiça.


Nenhum comentário: